“Realmente eu sou daquelas que implora por atenção. De um jeito não tão escancarado, mas imploro. Por que na realidade, eu sempre preferi uma sms as seis da manhã, dizendo que acabou de acordar pra ir ao trabalho e pensou em mim. Sempre gostei de gestos simples. Nada que você tenha que se redobrar muito pra conseguir realizar. Não sou de criar carinho incondicional por alguém, mas quando crio eu chego a ficar até chata de tanto que agrado de tanto que eu amo, de tanto que eu cuido, de tanto que eu quero perto. Então não se assuste se eu te mandar uma mensagem ás duas da manhã, dizendo que queria estar aí, cuidando de você!”
~ I.

“Dói, mas ninguém pergunta, ninguém entende, ninguém se importa.”

“Vem amor, vem pra perto de mim. Mostra que tudo só é tão ruim, quando você não está aqui…”
~ I.

Amargo era o gosto da decepção, que eu ainda sentia rasgando a minha garganta mesmo depois de algum tempo […] Me afastei. Coloquei um ponto final em alguns fatos, desisti de “amizades" "eternas”. Percebi que algumas pessoas já não estavam mais fazendo parte da minha vida, que já não estavam mais por mim em qualquer circunstância. Como dói desfazer laços… Mais doloroso ainda é perceber que a pessoa mais próxima de você está se apagando aos poucos de sua vida. A presença deixa de ser constante, encontrar a pessoa começa a ser cada vez mais raro… Com o tempo você vai perceber que está mais leve. Talvez aquele peso que você tinha nas costas fosse a “carga” da vida de outro alguém, vida da qual você tratava como se fosse sua, resolvia os problemas, toma as dores. Alguém que provavelmente não tem nada a te acrescentar, alguém que com o tempo vai se apagar e vai virar apenas uma lembrançaIsadora Souza


“Eu gritei “foda-se” e fingi que não me importava […]”

Talvez, isso tenha acabado pro nosso próprio bem. A gente tava se machucando muito […] O amor que um sentia pelo outro, não era sufiente. Era bem doloroso lembrar como tudo acabou. Um motivo qualquer e pronto, fim de relacionamento! Era muita gente desejando nosso termino, era muita intriga muita coisa errada.. Nunca lutamos por isso!  Uma fofoca que fosse, já nos desestabilizava e nos deixava pensativo, duvidando das verdades do outro. Esse foi nosso maior erro […] Não colocamos o nosso amor acima de tudo, acima de qualquer pessoa. A base de qualquer relacionamento é a confiança, não é mesmo? Pois é… Não confiavamos na pessoa que estava do nosso lado. Nós tinhamos um medo bobo de perder um ao outro, e sem perceber acabamos nos perdendo pouco a pouco. Até hoje eu não sei como durou tanto.  Era nitído a nossa falta de companheirismo, sem falar das nossas brigas constantes. Mas, mesmo assim, nos amávamos. O beijo era tão intenso que mal posso descrever o que me causava… Era uma mistura de felicidade com ansiedade, frio na barriga, medo e bem estar. A gente se completava. — Isadora Souza


Eu dizia a todo momento “vai ficar tudo bem” e assim eu levantava todas as manhãs colocava um belo sorriso no rosto e seguia em frente […] Era difícil pra mim. Era mais difícil ainda notar que todos acreditavam no meu sorriso falso.  Tão doloroso… Me afastei do mundo, eu estava só.  Os meus amigos? Ah, que belos amigos… Nem se quer notaram a minha ausência. É tão triste você se sentir invisível aos olhos daquele que você mais gosta. Depois de um tempo sozinha, pude colocar minhas idéias no lugar. Eu vi que eu não estava tão mal assim. Afinal, “melhor sozinho do que mal acompanhado” não é mesmo?  Alias, eu tinha quem eu mais eu precisa no mundo: Eu mesma.


“Depois de muito tempo eu aprendi, que tentar te substituir só vai me fazer lembrar mais.”
~ Isadora Souza

Mal sabia eu que a vida iria dar essa reviravolta extraordinária. Que raio de sentimento era esse? Há tanto tempo não me sinto tão completa, que é até difícil de acreditar nessa sensação que é praticamente nova pra mim.  Sensação de felicidade, ou de alivio, que seja.  Depois de tanto quebrar a cara algo me assegurava que eu estava fazendo a coisa certa dessa vez. Será? Será mesmo?  Eu não tinha certeza, mas sentia que estava numa fase boa.  Isadora Souza


“Agradeço aos meus erros, pois foram eles que me ensinaram a ser forte.”
~ Isadora Souza